30
Jan 11

Drowning in this madness
-Let yourself forget the light
Can't handle the darkness
-It's useless to fight

Faceless people  staring
-Engulf the night
The despair is growing
-Stop the act of might

-Too late to escape
Ready to give up
-Lose yourself in hate
Can't make it shut up

-Be silent and graceful
-Unfeeling like a puppet
-Captivatingly beautiful
-Forevermore deceitful

Lost In the mind
Escaped to forget
Knowing no end
Ending the bet

Imprisoned by chains
Wanting the end of the pain
-Walk to the shadows
I'm no longer sane

 

-------------------

 

Adoro bater na loucura -.-

Bem, ao mesmo é em Inglês desta vez.

 

São duas vozes aqui, separadas por não terem ou terem o hífen atrás :P

publicado por Ace às 18:14
sinto-me: Bem
música: Not like the other girls - The Rasmus
tags: ,

20
Jan 11

O sussurro das árvores
Arrastado pelo vento
De segredos e mistérios
Não param por um momento

Canções antigas da natureza
Murmúrios que embalam
Onde nada se tem certeza
Mas que a todos acalmam

Conseguem atordoar,
A dor fazer esquecer
Mas o preço a pagar,
Estás pronto para ceder?

Na hora da escolha
És fraco ou forte?
Decides escolher
A vida ou a morte?

Se pudesses optar
Com os esquecidos irias?
Ou por cá ficavas?
O que escolhias?

O último a viver
E ir num caminho de sofrimento?
Ou ir  ter com os outros
E aguardares divino julgamento?

As vozes do passado
Zombando no ouvido
Enganando, iludindo
Incitando, persuadindo

Faz a tua decisão,
Não te arrependas,
Ninguém te ajuda
Tu é que mandas

De qualquer maneira
Outro virá
Ilusões de eterno descanso
O atrairá

 

-----------

E isto é o que me dá para escrever quando estou de bom humor ^-^;

Que acham?

publicado por Ace às 19:37
sinto-me: Great!
música: Endless Dark - HIM
tags: ,

19
Jan 11

Não sei o que me possuiu mas escrevi isto..... e postá-lo..... (err.... aviso de sangue?)

 

 

Os sons de alguém a cozinhar e a cantarolar vinham da cozinha. Um mulher  cozinhava e franziu as sobrancelhas quando viu que não tinha nenhum molho de tomate para o prato.

 

Comprar molho de tomate.


O som da chave a destrancar a porta soou mas ela ignorou-o, continuando a fazer a sua lista mentalmente e a cozinhar.

 

Tenho de lavar a roupa.

 

Uma breve gargalhada veio da entrada e ela parou de cortar a couve para a soupa por uns segundos.

 

Amanhã tenho de levar a tarte para o trabalho. É a minha vez.

 

O ruído surdo de passos estava a ir para a direcção dela.

 

Tenho de limpar a cozinha e a casa-de-banho.

 

Sentiu braços a abraçar-lhe a cintura e um sopro de ar perto da sua orelha antes do múrmurio e o beijo no pescoço. Ela nem pestanejou.

 

Também tenho de lavar os pratos. A máquina avariou.

 

Um sorriso estava na cara do homem quando se afastou. Não estava minimamente chateado que ela não tivesse reagido "Vou para a sala."

Um quase imperceptivel assento da cabeça e ele deu de frosques.

 

Os lençois precisam de ser mudados.

 

Ela parou de cortar quando se apercebeu que mais nada tinha para esse efeito.

 

Preciso de um banho... mas o canalizador tem de vir.

 

Ouviu alguém a cantar. Com uma expressão indecifrável, ela foi ter com o seu marido, a faca na sua delicada mão.

 

Os tapetes estão enxutos. Já os posso pôr na sala.

 

Viu-o sentado no sofá, à frente da televisão, totalmente ignorante dela.

 

É preciso varrer o quarto.

 

Uma voz inocente e ele virou-se, um sorriso outra vez na sua cara. A faca estava atrás das costas, bem escondida da vista.

 

A Júlia disse para eu fazer aquele relatório.

 

Ele levantou-se e foi ter com ela, até a meio do corredor.

 

O carro vai ter de tomar banho.

 

Rapidamente a faca está espetada no peito dele, exactamente sobre o coração.

 

Tenho de ir ver o jantar se não, ele fica queimado.

 

Volta a atacar o peito e degola o corpo. Ela deixa o braço descair e a faca cair-lhe da mão.

 

A televisão precisa de um acerto.

 

A cara dela  não mostra emoção. As roupas pingam de sangue e ela olha fixamente, sem remorso, para a cara do cadáver, para sempre numa expressão de surpresa e incompreensão, olhos abertos sem o minimo brilho de vida.

 

Preciso de levar o lixo fora.

 

O telefone toca e ela o atende, pintando onde agarra de vermelho. A voz alegre dela soa e responde à amiga.

 

Sexta tenho aquele passeio. Preciso de ver as minhas roupas.

 

Ela desliga primeiro e olha para a poça de líquido viscoso novamente. O cheiro a cobre é intenso e ela torce o nariz.

 

Tenho de Limpar o corredor outra vez.

Preciso de um ambientador novo.

publicado por Ace às 18:41

18
Jan 11

Dificil de acreditar mas esqueci-me completamente da existência deste blogue até hoje >.> (é o que dá, demasiadas contas na net)

Muito bem, perguntei a muitas pessoas (3 XD) o que se põe num blogue. Todas me disseram coisas do dia-a-dia por isso hoje vou fazer isto de diário -.-; (duvido que alguém ligue mas pronto :P)

Então hoje o meu dia foi assim:

 

Geologia logo de manhãzinha para acordar. Matéria: Tsunamis (engraçado que no caso de tsunamis, na minha rica terrinha, o melhor sitio para abrigo é a minha escola e a do lado -.-; Para salvação --> ir para a escola)

 

Intervalo (em que tive de sofrer muito com a minha colega MB X3)

 

Fisica/Quimica. Ou era suposto ser mas ainda não tenho stor :S (não tenho aulas deste duas semanas antes do final do 1º periodo) Por isso substituição (tristeza!) Acho que já conheço os outros stores muito bem. E eles a nós (até tenho pena deles X3)

 

Intervalo (encontrei uma certa pessoa ao comprar na máquina umas cookies X3 pa próxima dou-te algumas)

 

Matemática antes do almocinho. Não que me esteje a queixar. Tou sempre a rir nesta aula (são as más influências --> MB XD) O alarme da escola é irritante. Parece aquele som do avião ou algo assim.

 

E acabou-me a escola (com 2 colegas meus a apanharem boleia no meu carro que mais parece um autocarro com a minha mãe como motorista :D).

 

Depois almoço.

 

Depois aula de inglês de First Certificate (e foi aí onde me lembraram da existência deste rico blogue XD) Na carta que tive de fazer de TPC tive de 5, 5. É a primeira vez 8D... esqueci-me do 'had' uma vez no entanto >.>

 

E pronto aqui estou eu a desperdiçar-vos tempo X3

 

See ya - Starwish

publicado por Ace às 22:37
sinto-me:
música: The path - HIM

04
Jan 11

Isto era suposto ser para um pequeno 'concurso' mas o site desapareceu e pronto (e esta é a minha sorte -.-). Uma simples 'short story' baseada numa imagens dos conteudos da mala.

Ninguém quer participar no Milwordy, já agora? X3

---------------------------------------------------------------------

Despejei  os conteúdos da mala no chão.

Verifiquei os itens e fiz um ruído de irritação quando não encontrei nada que identificasse o dono directamente. Surgiu-me a ideia de ir de porta em porta mas deitei-a fora quando me apercebi do quão absurda era. 'Desculpe, esta mala é sua?' pois, nem pensar.

Assim feito, decidi pôr em prática os dias gastos a ver 'Sherlock Holmes' e fazer-me detective.(Devia ser giro se alguém tivesse passado pela rua naquele momento. A policia iria ter um dia em grande)

"Muito bem..." murmurei (falar sozinha. Esqueça a prisão, era mas é a sala em branco. )"Uma agenda, umas chaves - grande novidade-, um lápis, uma caneta... acho..." e a lista continua.

Usando as minhas recentemente adquiridas técnicas de detective em prática, fiz nota dos itens «estranhos» .

Um martelo (mas quem é que anda com isto na mala?), umas lâmpadas (foi às compras?) e um isqueiro (portanto fumador).

"Quem anda com um martelo, lâmpadas e fuma?"  questionei-me. Fiquei uns bons cinco minutos a tentar relacionar tudo. Sem êxito.

Subitamente, uma lâmpada metafórica acendeu-se em cima da minha cabeça. Abri a agenda e, com letra gorda e bem legível, logo na primeira página, estava o nome do meu vizinho António Ribeiro. 'Quem diria que ele teria um iPod cor-de-rosa choque...'

Fui a casa dele mas, com a minha sorte, António lá não estava tendo indo procurar a sua mala, agora, não tão desaparecida "Oh bem.." suspirei, rabiscando num papel que encontrara a mala e para ir a minha casa para reavê-la. Ah, também para ir comprar um telemóvel.

Deixei o papel na caixa do correio e fui-me embora a pensar se o iPod dele teria alguma música gira.

publicado por Ace às 22:37
música: Evanescence

Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


arquivos
2011

2010

pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

favoritos

O Parque